ERA PRIMAVERA

 

http://www.amazon.com/dp/1492916463/ref=cm_sw_r_fa_dp_-IITsb1HD3S2QE87

DEPENDE DE QUEM CANTA (?)

Semana passada me deparei numa rádio o Zeca Baleiro cantando uma música um tanto "suspeita." Era romântica demais. Digamos até que era bem "brega"! Então fiquei me lembrando de outros artistas que também gravaram músicas bem... românticas e transformaram a canção com interpretações excelentes. Porém, também me pergunto, porque antes era estranho e agora é bom? Dêem uma olhada nas 2 versões que cada artista:

http://www.youtube.com/watch?v=_hXm_cLTHO4

http://www.youtube.com/watch?v=gF4p6KhxPec

http://www.youtube.com/watch?v=oARKLXIj6zw

http://www.youtube.com/watch?v=fSD8Smk2tkI

http://www.youtube.com/watch?v=hJYLrXerHCU

http://www.youtube.com/watch?v=kgl265RLjzY

 

MANIFESTAÇÃO

Chega uma hora que não dá mais pra conversar

Eu digo o que quero

Você diz que vai mudar

Eu canso de ouvir e você cansa de falar

Eu olho para os lados e tudo no mesmo lugar

Mas é só virar as costas que alguém vai começar a...

 

Manifestação!

 

Então, bata com o machado no cano

Deixe a água podre vazar

Mostre para o mundo quem somos e o que vamos virar se não mudar

 

O tempo passa, o corpo começa a agitar

A adrenalina sobe e os nervos começam a pular

O medo toma conta

Começa a falta de ar...

Tudo porque você não quis me escutar

Mas é só virar as costas que alguém vai começar a...

 

Manifestação!

 

O trabalho é alienação

Você sabe disso e eu só te digo não!

Você olha de cima para mim que estou no chão

Você morre de medo de cair o paredão

Fingindo não ver o estado da nação

Mas, é só virar as costas que alguém vai começar a...

Manifestação!

 

Então, bata com o machado no cano

Deixe a água podre vazar

Mostre para o mundo quem somos e o que vamos virar se não mudar

Revi ontem o filme CLUBE DA LUTA, estrelado por Brad Pitt, Edward Northon e Helena Bonham Carter. A direção fica a cargo de David Fincher. Um gênio da direção. O filme fala sobre um
Yuppie. Segundo o site Wikipédia: "Yuppie" é uma derivação da sigla "YUP", expressão inglesa que significa "Young Urban Professional", ou seja, Jovem Profissional Urbano." Este é representado por Eward Northon. Bem no estilo "almofadinha" ele se dá bem no emprego (uma seguradora) e vive de acordo com os moldes que lhe são impostos. Roupas de marca e caras, móveis novos,etc. Sua vida é de certo ponto de vista inútil pois somente vive em função do consumismo sem sentido.

Até que ele conhece o personagem de Brad Pitt em um avião. Um homem com idéias revolucionárias e sem crença no sistema em que a sociedade vive. Certa noite, após seu apartamento ter explodido, Edward Northon liga para o personagem Tyler (vivido por Brad Pitt). Tomam uma cervejas, conversam sobre como o sistema consumista mata o espírito das pessoas e logo depois começam uma luta corporal, incitada por Tyler. Não foi uma briga, apenas uma luta. Algumas pessoas assistem aquilo e pedem para participar. Logo, depois eles criam o Clube da Luta. Em galpões clandestinos homens se esmurram em lutas para colocar para fora toda a raiva e o ódio que a vida lhes impôe. Colocavam para fora todo os mal tratos sofridos por suas vidas miseráveis e sem sentido. Somente visando crescer financeiramente e deixando de viver os momentos realmente bons da vida.

O clube, apesar de secreto, vai criando proporções gigantescas. Chegando a criar um grupo terrorista para combater o sistema. O filma vai num crescente de acontecimentos inesperados e culminando num final surpreendente. Ultra recomendado para quem não viu.

Banda perdida

Penny & The Quarters é uma banda de Soul Music "perdida", que ganhou destaque em 2010, após uma demonstração inédita de sua canção "You And Me" que foi usado no filme BLue Valentine - Namorados para sempre. Entre os anos de 1970 e 1975 a banda foi convidada para gravar uma Demo em um estúdio em Ohio, cidade norte americana. As músicas eram para catálogo da gravadora Columbus. Porém, nunca chegaram a ser gravadas por ninguém. A música foi redescoberta após a morte do dono do estúdio em 2006 em fitas de acetato. A descoberta se deu quando venderam o imóvel do falecido. Elas foram posteriormente dado a uma empresa de registro de arquivo e logo depois a um musicólogo da Columbus.

O Ator Ryan Gosling após ouvir  a canção recomendou ao diretor Derek Cianfrance para não só incluir no filme, mas também, ser a música tema do casal protagonista da película. A empresa de arquivo musical procurou os mebros ainda vivos do conjunto e os familiares para compartilhar os royalties.

A música deu um charme a mais ao filme Blue Valentine - Namorados para sempre. A nostalgia da canção elucida a paixão do personagem de Ryan Gosling para com a personagem da atriz Michelle Williams. Paixão que no passado era mais forte e com o passar dos anos se abala. Recomendo o filme, não só pela música, mas pelo muito bem escrito roteiro e pelas excelentes atuações. Não pense num romance "água com açucar." O filme nos traz emoções mais fortes. Apesar da história não ser a mesmo, me lembrei do filme Closer - Perto demais de Mike Nichols, por ser por vezes denso. Vale a pena assistir os dois.

Clique no link abaixo para ver o clipe e assistir a música.

http://www.youtube.com/watch?v=aZUm2Gp3_AA

 

REDIRECIONANDO A VAIA – UMA NOITE EM 67

http://cahisjf.blogspot.com/2011/09/redirecionando-vaia-uma-noite-em-67.html

Você conhece o professor Rivail?

http://cahisjf.blogspot.com/2011/10/voce-conhece-o-professor-rivail.html

SEMANA DE 22 – UM MARCO BRASILEIRO

http://cahisjf.blogspot.com/2012/02/semana-de-22-um-marco-brasileiro.html

MORRO DO CRISTO

Uma pintura esculpida pela natureza.

Ela serve de pano de fundo para os meus escritos.

Fico triste quando tem névoa...

Giro em seu redor e descanso minhas vistas em seus cabelos verdes.

O dono está lá em cima de olho em tudo que existe.

Mais uma vez giro em seu redor.

Você ficará até o fim dos tempos

E eu te contemplarei até o resto dos meus dias.

 

Cláudio Kaz

 

MULHER, SEMPRE MULHER

Mulher do deserto.

Mais bela que as tamareiras.

Sua voz é mais suave que o vento.

Vento que sopra as folhas.

A fruta de tâmara é seu coração.

Sua simplicidade.

Sua espera.

Espera pelo homem.

Que assim como as areias do deserto.

Vaga pela solidão de um sol quente.

 

(Cláudio Kaz)

 

 

VOU ME ENTORPECER BEBENDO VINHO

Não guarde seus sentimentos.

Ei sei que ainda é cedo.

Com o tempo e aproveitando os momentos, você vai perder o medo.

 

Sua alma...

Eu vejo através de um copo de vinho tinto.

É assim que eu me sinto!

Esperarei mais um tanto

E verei sua alma através de um copo de vinho branco.

Beberei e saberei:

A safra, o ano.

Molharei meus lábios em teu sangue.

Escutarei você pelo coração.

Sentirei teus sentimentos pelo ouvido.

 

Sou alcóolatra.

Preciso do seu vinho.

Quero bebê-lo, tomá-lo, degustá-lo a todo momento.

Mas, sou um cão sarnento.

Durmo ao relento.

É só beber seu vinho...

 

Queria ser a rolha da tua garrafa.

E deitar sua garrafa, deixá-la horizontal.

E encostar em você a todo momento.

Mas, sou cão sarnento.

Durmo ao relento.

É só beber seu vinho...

Que não me sinto mais sozinho.

 

(Cláudio Kaz)

 

 

 

MARIA

Cansade de guerra, Maria volta para casa.

Prepara o café, fuma um cigarro.

Senta e fica olhando a janela.

Vê pessoas diferentes juntas.

Vê calma, tristeza, melancolia,

Disfarçados de sorrisos.

 

Cansada de guerra, Maria conta para alguém como sua vida está.

Vê indiferença, egoísmo.

Sente falta dos tempos de ouro, que terá só quando morrer.

 

Conforme a música está Maria dança.

Nada de mais, a música é lenta.

Traduz um marasmo, preguiçoso e vil.

E Maria diz:

- Viu só como ele é vil?

 

Então Maria vai se deitar.

No sono não sonha.

Apenas dorme leve, superficial.

Um alfinete no chão a acorda!

 

Cansada de guerra Maria repete a dose.

Outro dia nasce, mais um morre.

Os dias estão quites.

E Maria, continua lutando...

 

(Cláudio Kaz)

PAIXÕES E CONFISSÕES

Escrevo teu nome em todas as folhas.

Mas, tampo minha boca com um rolha quando perguntam de você.

Desvio verbas do meu coração para o meu cérebro.

Porém, no fundo...

O resto é seu rosto.

 

Fixo minha mente em um texto durante a eternidade de um minuto.

E, no resto, penso em seu rosto, seu corpo,

Durante a faísca de um dia.

 

Cansado de esperar, eu me olho no espelho.

Faço teatro.

Envelheço.

E o resto...

É seu rosto.

(Cláudio Kaz)

MENINO DAS CAVERNAS

Menino vendedor de picolé, me diga o que você quer.

Se é meu dinheiros ou minha atenção.

Se é meu isqueiro, se é meu relógio.

Se é meu carinho ou meu coração.

 

Você que mora errado.

Você que é errante errado.

Sofredor carente.

Aspirações inteligentes.

 

Deseja o mundo como o mundo o deseja.

Mas, parece que o mundo o deseja mais.

Mais forte.

Quase o consome.

Mas você é forte!

Vive nas cavernas.

Mas sabe a lei das selvas.

E quando precisa, se esconde na relva.

E foge da raiva.

 

Pobre menino das cavernas.

Seu lar não tem porta.

Todos entram a hora que querem.

Você se defende...!

E eles te matam.

Você corre.

Depois morre.

Você prevalece.

Depois falece.

 

(Cláudio Kaz)

 

 

LUZ DOS OLHOS TEUS

 

Eternas lembranças de caminhos meus.

Enxergo meu rosto:

- Na luz dos olhos teus.

 

Antecipo verdades.

Estrago mentiras.

Limpo minha mente:

- Na luz dos olhos teus.

 

Peço, mas não pego.

Estudo e sou estudado.

Velejo, mas sou derrubado.

 

E somente me refaço:

- Na luz dos olhos teus.

(Cláudio Kaz)

 

Obs.: Vou colocar algumas poesias e contos meus no blog de vez em quando.

[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]



Meu Perfil
BRASIL, Sudeste, JUIZ DE FORA, SANTA CECILIA, Homem, de 26 a 35 anos, Portuguese, English, Cinema e vídeo, Bebidas e vinhos, Música

 
Visitante número: